• Ana Caner

Dicas importantes: Como superar o estresse e a ansiedade na época das festas




Parece ironia, essa é uma época em que supostamente todos deveriam estar alegres e animados, com o sentimento de gratidão e união prevalecendo em nossos corações.


Mas nem sempre é assim, Para muita gente é também um momento de solidão e sofrimento. A perda de alguém querido fica mais evidente nessa época, dificuldades de relacionamentos com parentes, amigos, ficam mais afloram e além disso, parece que tudo sai dos trilhos nesta época de natal e ano novo.



Comemos demais mesmo estando cheios,  Nos desentendemos com parentes, mesmo sabendo que não vai resolver nada,

Ficamos mais ansiosos, e há até mesmo sonhe em sumir nessa época e voltar só quando acabar.


Quero compartilhar com você uma dica: São 3 comportamentos que costumamos fazer, muitas vezes sem perceber, e que tornam tudo muito mais difícil, amplificam o sofrimento. Então você vai entender porque nessa época costumamos seguir a formula perfeita para gerar ansiedade:



1. Achar que você não deveria estar se sentindo assim:



Você pode se ver perguntando: "O que tem de errado comigo que eu estou me sentindo assim? Por que eu não estou feliz?


Somos, em geral, nossos maiores críticos. Vejo com frequência em meu consultório, a tendência que temos de julgar nosso sofrimento, acha que não deveria estar se sentindo assim. E tudo fica MUITO mais difícil, o mal estar amplifica, fica muito maior, quando você, além de estar sofrendo, ainda sofre por estar sofrindo, ao achar que não deveria estar se sentindo assim. Na próxima vez que você se perguntar: “ O que tem de errado comigo?” ou “Eu não deveria estar assim”, 


A resposta é: “nada de errado”.  Faz parte da natureza humana sempre querer que as coisas sejam diferentes do que são. O pior a fazer quando você está sofrendo é culpar-se por estar sofrendo, achar que está errado, julgar-se, criticar-se. Cobrar de si mesmo um estado de felicidade que não está presente  é acrescentar sofrimento ao que já existe. E o que fazer? Sempre que ouvir a pergunta que você faz para você mesmo: “eu não deveria me sentir assim”, ou “O que tem de errado comigo”, “Eu deveria estar contente, deveria estar feliz”, 


1o passo:  PARE: perceber que você está pensando, esse é um momento mágico, um momento de presença, mindful, um momento importantíssimo para esse shift, para você dar essa virada. Quando você percebe o que você está pensando é que você pode  perceber o quanto você está sendo duro consigo mesmo. 2o passo: Veja como você pode tratar-se de modo mais gentil, criticar-se menos, e RECONHECER: “ok é assim que eu estou me sentindo, triste, raiva, confuso, cansado, não disposto”, 


Sem se culpar, reconhecer, permitir sem acrescentar sofrimento, culpa, aos sentimentos que estão presentes. Esta prática exige um treino, um percurso que eu costumo fazer junto às pessoas, mas nada impede de você começar já a se perceber, a perceber como você trata a si mesmo, esse é um aprendizado muito valioso. 2. Um outro fator que contribui muito para aumentar a nossa ansiedade nessa época é uma tendencia que todos nós temos de fazer comparações.


Nós somos comparados mesmo antes de nascer!  Em exame pré-natal já costuma se comparar o tamanho do feto com o que é esperado.  Na escola, em todo nosso desenvolvimento nós somos comparados, verificam se estamos adequados para idade, se estamos de acordo com o que é esperado.  Costumamos nos comparar sempre, e em adultos permanecemos nos comparando com os outros. 3. E com as  mídias sociais, o que acontece nessa época do ano?


Mais do que já acontece normalmente, vemos com maior frequência pessoas confraternizando, festejando, comemorando, pessoas alegres, grupos grandes, todos com muitos amigos, com família reunida. Nesta época as famílias parecem todas saídas de comercial de margarina.   Nossa tendência a achar que tem algo de errado conosco, de nos criticarmos, de julgarmos nosso próprio sofrimento, de modo que além de sofrer nos criticamos por estarmos sofrendo, nos culpamos por achar que não deveríamos estar sofrendo, Somada à  nossa tendência a nos compararmos com os outros, e o nosso celular: Está taí a receita perfeita para ansiedade nessa época de festas! Então eu sugiro que:




Perceba quando você está sendo duro com você e pouco sensível ao próprio sofrimento, agindo consigo mesmo de modo pouco compassivo, pouco gentil e amoroso com você mesmo, 

Perceba quando você está se comparando, exigindo de si mesmo que corresponda a padrões e expectativas e valores que podem nem ser seus

E perceba quando você está usando seu celular, que é maravilhoso, mas se você está usando para se comparar com outros.



Você também se sente assim nesta época do ano? Experimente esse excercício de auto-conhecimento, e me conte o que descobriu, e o que mudou. Você pode me encontrar em info@institutofluir.com.br ou pelo whatsap.


Grande abraço, Ana Caner P.S.: Quero te ajudar nessa época tumultuada, a desenvolver estratégias para lidar com ansiedade nessa época de festas, de transição para um ano novo, para que seu ano novo seja novo de verdade, Se você tiver interesse em desenvolver modos de lidar com as situações podendo se sentir calmo, conectado e bem, inscreva-se em: http://bit.ly/incluirmeunome. Vou enviar esses dias práticas guiadas de mindfulness, e estratégias para superar a ansiedade e poder entrar nesse ano de 2020 muito melhor! P.S.2: Para agendamento de sessões, escreva para info@institutofluir.com.br ou pelo whatsap.

5 visualizações

Evolução Humana

Contato

Seguir

©2020 Feito com amor em São Paulo, SP.